O ITTS (Instituto de Tecnologias para o Trânsito Seguro) e a Missão Brasileira na ONU promoveram dia 27 de abril, na sede das Nações Unidas, em Nova York, congresso para apresentar projeto que está salvando vidas nas estradas brasileiras. Trata-se da exigência legal de que motoristas profissionais das categorias C, D e E realizem, na hora de renovar ou obter a habilitação, exames toxicológicos de larga janela, que detectam o consumo de drogas ilícitas em um intervalo de até 180 dias.

A obrigatoriedade, instituída pela lei 13.103, completou dois anos em março. Só nos seis primeiros meses de sua vigência, a aplicação da lei contribuiu para a queda de 38% no número de acidentes em estradas federais, segundo a Polícia Rodoviária Federal.

O congresso “O uso da tecnologia para promover segurança nas estradas, a experiência do Brasil” reuniu especialistas, autoridades e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Parabéns, Fernando Diniz, nosso parceiro de primeira hora,