Abeetrans participou desde o início da construção do maior estudo sobre segurança rodoviária no país.

 

Na última quarta-feira (10.03), o presidente-executivo da Abeetrans, Silvio Médici, participou do 3º Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável – Rodovias que Perdoam/Brasil (online), que marcou a entrega do Relatório Final do estudo que propõe a adoção de metas para transformar as rodovias brasileiras mais seguras para todos os usuários, a pé ou num veículo.

O evento, realizado na sede do Ministério da Infraestrutura em Brasília, contou com a abertura do Secretário Nacional, Marcelo Sampaio, do Secretário Nacional de Transportes Terrestres, Marcello da Costa, do general Jamil Megid Júnior, assessor de Assuntos Estratégicos do ONSV (Observatório Nacional de Segurança Viária), além de representantes de alguns órgãos públicos, como a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura Rodoviária) e entidades como a ABCR, ABSEV e BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

O diretor de tecnologia da Abeetrans, Newman Marques e outro representante da Abeetrans Henrique Farias, participaram de toda construção do trabalho: “Estivemos juntos ao Observatório desde o início da discussão sobre esse conceito; apoiamos a realização do 1º seminário sobre o tema, ainda em 2019. Quando foram definidas as células de trabalho, pudemos participar em duas frentes, levando o conhecimento e a expertise de empresas associadas. Dessa forma, a Abeetrans se alegra em poder contribuir com mais esse estudo que mudará a concepção da segurança viária nas rodovias do país”, afirma Silvio.

Silvio também pode apresentar um pouco do trabalho da Associação, dentro das áreas de segurança viária, pertinentes ao estudo. Ele falou do êxito do Programa BR-Legal, do PNP (Programa Nacional de Pesagem) e do PNCV (Programa Nacional de Controle de Velocidade), todos onde empresas associadas participam e tem a segurança como foco. “As nossas associadas trabalham diuturnamente para trazer mais segurança e conforto para quem transita, nas mais variadas áreas do trânsito e da mobilidade urbana”, explicou Silvio.

No evento, que durou cerca de três horas e teve mais de 300 internautas participando online, o Secretário Nacional Marcello pode agradecer aos técnicos e entidades participantes, assumindo o compromisso de que as nove metas proposta no estudo, serão incorporadas num curto espaço de tempo nas mais diversas esferas do Ministério, para que efetivamente, sejam adotadas o mais rápido possível.

A coordenação do trabalho, esteve a cargo do Observatório, por meio do Prof. Dr. Tiago Bastos, titular do Departamento de Transportes da UFPR (Universidade Federal do Paraná). Ele, juntamente com mais de 40 técnicos de cerca de 60 instituições públicas e privadas, além de órgãos de governo, elaborou um documento com mais de 440 páginas, para propor soluções de rápida adoção e baixo custo para salvar vidas. Segundo um dos dados do estudo, com um investimento de cerca de R$ 500 milhões para instalar sonorizadores e o balizadores em pontos críticos, haveria um ganho estimado de redução em óbitos por acidentes de trânsito da ordem de 50% e de feridos graves, em cerca de 30%.

A próxima fase do trabalho é um projeto piloto, em um trecho de uma rodovia federal ainda não escolhido. A intenção é aplicar essas nove metas, entre esse ano e o ano que vem.

Conheça as nove metas abaixo e acesse o estudo completo no link: https://www.onsv.org.br/rodovias-que-perdoam/