São Paulo, 03 de dezembro – O almoço de confraternização dos associados da Abeetrans, que acontece tradicionalmente após a última assembleia do ano, desta vez ocorreu em São Paulo, no restaurante Fleming’s, no dia 30 de novembro. O tema da palestra que antecedeu o almoço foi o combate à corrupção e como os empresários podem contribuir criando um ambiente “limpo”.

A Abeetrans foi uma das primeiras associações no Brasil a adotar um termo de Compliance entre seus associados e fornecedores. O Compliance é o compromisso explícito das partes de desenvolver atividades profissionais com ética, dentro da lei e sem desvios nas negociações.

Para a palestra, o presidente Silvio Médici convidou o professor universitário e diretor da Compliance Total Marcelo Gomes. Durante cerca de uma hora, Gomes explicou aos associados vantagens e importância da adoção do Compliance, cuja base no Brasil é a Lei 12846/13.

De acordo com a legislação brasileira, empresas flagradas em ato de má prática comercial podem ser multadas em até 20% do seu faturamento, terem seus bens penhorados, serem dissolvidas e perderem acesso a incentivos governamentais, como empréstimos com juros subsidiados do BNDES, por exemplo.

Presente ao encontro, o subprefeito do bairro paulistano do Butantã Ricardo Granja fez questão de cumprimentar os associados.

Também o parceiro de longa data José Aurélio Ramalho, diretor do Observatório Nacional de Segurança Viária e um dos criadores da campanha Maio Amarelo, pediu a palavra para anunciar parceria com a Prefeitura de Paulínia para a construção de cidade modelo, de 50 mil metros quadrados, onde será instalado um centro de capacitação de trânsito para gestores municipais.

Neste local haverá espaço para imprensa, prefeituras, entidades ligadas ao trânsito e órgãos públicos.

Os associados da Abeetrans se comprometeram a estudar o assunto e colaborar com a criação do futuro centro de capacitação.

Depois de discutir assuntos sérios, os associados deram início à confraternização.

VEJA AS FOTOS