A diretoria da Abeetrans foi recebida ontem, em Brasília, pelo recém-empossado ministro Valter Casimiro, dos Transportes.

Logo que tomou posse, Casemiro se mostrou disposto a estreitar o diálogo com as lideranças do setor de segurança viária para definir ações efetivas para diminuir a violência no trânsito, que hoje mata mais de 40 mil pessoas todos os anos.

Entre outros assuntos, foi discutido o impacto da Portaria 544 no trânsito. Esta portaria estabeleceu novos parâmetros para o funcionamento dos equipamentos eletrônicos de fiscalização.

A Abeetrans mostrou ao ministro que a 544 está gerando impasse na segurança viária, já que só permite instalação de radares seguindo as novas definições. Ocorre que o parque industrial brasileiro não teve tempo para desenvolver e aprovar no Inmetro os novos equipamentos.

Como última alternativa para não ter que desligar os radares que precisavam ser substituídos, as empresas do setor tiveram que recorrer a ações liminares na Justiça.

Casemiro escutou com atenção e se comprometeu a discutir dentro do governo uma solução que evite a diminuição da fiscalização eletrônica.

Para Silvio Médici, presidente da Abeetrans, o encontro foi amplo, positivo e mostrou o interesse do governo federal em resolver problemas da segurança viária.

Participaram da reunião com o ministro dos Transportes: Carlos Barros e Alexandre Castro, do Ministério, e Silvio Médici, Moisés de Moraes, Abel Vivo e Rodrigo Martire, da diretoria da Abeetrans.