São Paulo, 13 de março – A Abeetrans reuniu ontem em São Paulo representantes de empresas de ITS para discutir o desenvolvimento de tecnologia na segurança viária. É uma prática constante da associação promover encontros para troca de experiência e busca de soluções tecnológicas para aumentar a segurança de pessoas e produtos nos deslocamentos.

De acordo com Silvio Médici, presidente da Abeetrans, a preocupação do setor é que, apesar de todo esforço e investimento das empresas no desenvolvimento tecnológico, o Brasil ainda é o quinto país no mundo em número de mortes, ficando atrás apenas da China, Índia, Estados Unidos e Rússia.

“No Brasil, 60% dos leitos do SUS (Sistema Único de Saúde) e 50% dos centros cirúrgicos estão ocupados por acidentados no trânsito, a um custo de R$ 52 milhões por ano”, disse Médici.