No encontro, Tarcísio de Freitas confirma a intenção de dar continuidade aos projetos BR Legal e PNCV

Na última 2ª feira, o presidente executivo da Abeetrans Silvio Médici, foi recebido presencialmente no Ministério da Infraestrutura pelo atual ministro da pasta, Tarcísio de Freitas, juntamente com parte da equipe da SNTT (Secretaria Nacional de Transportes Terrestres) e Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). No encontro, que durou quase 1h30, o ministro pode abordar vários assuntos referentes as empresas associadas da Abeetrans e conheceu também um pouco da história da entidade.

Além de Silvio, o superintendente da ABNT/CB-16 e diretor industrial da Abeetrans, Hélio Moreira e a responsável pelo Relacionamento Institucional da Abeetrans, Daniela Gurgel, acompanharam o encontro. O secretário nacional de Transportes Terrestres, Marcello Costa, o diretor geral do Denatran, Frederico Carneiro e o assessor do ministro, Leonardo Marra também estiveram presentes.

Silvio apresentou um pouco da história da Abeetrans, o nome das empresas associadas, as áreas de atuação dessas empresas e os principais projetos onde atuam, como o PNCV, PNP, BR Legal, além de alguns estudos e pesquisas realizadas pela instituição nos 22 anos de existência. O ministro acompanhou a apresentação, fez algumas indagações e foi pontuando o atual cenário, a cada projeto ou programa apresentado pelo presidente executivo, chamando a atenção para a limitação de verbas para a aplicação na infraestrutura causada pela crise financeira herdada pelo atual governo.

O superintendente da ABNT/CB-16 também apresentou ao ministro, o trabalho da Associação e a parceria com a Abeetrans, realizada nesse primeiro semestre de 2021, quando a Abeetrans passou a ser entidade mantenedora do CB-16. Explicou a importância da regulamentação de normas para o setor de trânsito e transportes e competitividade dessas normas frente ao mercado internacional.

“O trabalho da ABNT/CB-16 simplifica, facilita, protege, traz segurança e economia ao setor, além de eliminar barreiras comerciais”, explicou Hélio. “Outro ponto importante foi a implantação da ISO 39000 que trata da Gestão da Segurança Viária e foi patrocinada pela Abeetrans. Hoje, essa norma já está sendo implantada em algumas empresas e concessionárias de rodovias no país”, disse o superintendente da ABNT.

Silvio pontou também os atuais projetos que a Abeetrans está participando, citando na nova lei de licitações, o PNATRANS (Plano nacional de Lesões Mortes no Trânsito), RQP-Brasil (Rodovias que Perdoam), o trabalho junto a OCDE/CADE no projeto de inserção do Brasil naquele órgão internacional, Grupo de Estudos Zero Mortes, entre outros. No momento em que Silvio falava do BR Legal, o ministro disse: “O BR-Legal foi muito exitoso”.

O ministro também confirmou que a segurança viária é prioridade no trabalho atual do Minfra. “BR-Legal é prioridade, assim como o PNCV. Vamos aprofundar a parceria e seguir buscando sempre um trânsito mais seguro”, e nesse sentido o Silvio Médici propôs a elaboração de um AC (Acordo de Cooperação) entre a Abeetrans e o Minfra e o ministro se mostrou favorável. Para Silvio, “esse é o trabalho, da Abeetrans: o desenvolvimento de tecnologias, serviços e parcerias para a redução de acidentes”, finalizou.